sábado, 10 de setembro de 2016

Entrevista com Ali Mensageiro + Lyric "Sejam Bem-Vindos".

Saudações a todos, leitores do blog. Os que nos acompanham já sabem que o blog passou os últimos meses completamente focado em lançamentos, tanto que não temos uma entrevista nova há muito tempo. E, recentemente, foi também por mim criado o blog Rap Petropolitano, contendo páginas com a discografia e videografia dos rapeiros e rapeiras da cidade. Então não teria momento melhor pra começar esta nova "temporada" de entrevistas aqui no blog, trazendo meus conterrâneos também pra este espaço. Hoje estrearemos com o MC Ali, ou "Ali Mensageiro", que faz parte do movimento hip hop há tempos na cidade, apresentando sua música "Sejam Bem-Vindos".


Lado C: Primeiramente, seja bem-vindo. Nos conte um pouco sobre como você começou a atuar no hip hop. Quando e por que você se interessou por isso?

Ali: Primeiramente é uma satisfação muito grande dar essa entrevista pro Blog Lado C. Desde já, muito obrigado pelo convite! Em resposta à pergunta, 12 anos atrás eu assisti a um filme chamado “Entre Nessa Dança”. Assim que eu vi esse filme fiquei fascinado pela cultura Hip Hop, decidi que de qualquer maneira eu faria parte daquilo! Em 2007 eu comecei na dança de rua, e em 2011 me profissionalizei. Em 2011 também comecei a conhecer melhor o Rap Nacional e a arriscar os primeiros freestyles na rua com os irmãos que andavam comigo, meses antes da primeira edição da Roda Cultural do CDC. Quando rolou a primeira edição eu já tava louco pra pôr em prática o que eu já vinha treinando, e quem tava lá sabe no que deu, né. (rs)

Lado C: Quais são suas maiores inspirações enquanto artista, sejam musicais ou não?

Ali: Minha maior inspiração de vida é Jesus Cristo, baseio minha mensagem nos ensinamentos que Ele deixou. À nível de carreira musical tenho três rappers como maiores inspirações: Emicida, Kamau e Pregador Luo.

Lado C: E quais foram os primeiros músicos que você conheceu pessoalmente através do RAP, ou os primeiros com quem se identificou?

Ali: Pessoalmente foram os MC's da Roda. Os primeiros com quem me identifiquei foram Emicida e Projota. Antes disso só conhecia os Racionais e Marcelo D2, o resto era Rap gringo. Gostava deles mas não me imaginava fazendo aquele tipo de som. As músicas do Emicida já eram mais a minha realidade. Fiquei muito realizado quando tive a oportunidade de fazer um freestyle no show do Projota.


Lado C: Recentemente, você lançou uma das faixas do seu CD, a música "Sejam Bem-Vindos". Como teve a ideia de compor essa letra?

Ali: Tava revoltado porque todos meus amigos tinham celular com Android e eu não. (rs)

Lado C: Antes de lançar a música, nos seus shows, tinha alguma reação do público à letra desse som?

Ali: Tinha uma galera que já conhecia porque é a primeira faixa do CD. Quem não conhecia também se envolvia no clima, normalmente eu abria o show com essa música, via ela apenas como um “quebra-gelo”. Não esperava que viesse a se tornar a preferida pela galera.

Lado C: O que achou do resultado, depois do lançamento do lyric? Teve a qualidade e o retorno esperados?

Ali: As pessoas têm me parabenizado bastante por esse trabalho, até poque já era a faixa do CD preferida pela maioria. A Orbis Produtora também fez um trabalho excelente na edição do vídeo. Fiquei quase dois anos sem lançar nada na rede, então, aos poucos eu volto a ir conquistando espaço em "solo virtual". Ainda não teve a repercussão que eu queria, mas em breve a gente chega lá.


Lado C: O que podemos esperar de novidade, após esse lançamento? Preparando algo novo?

Ali: Projetos em execução, muita idéia fluindo! Pode contar que tem coisa boa vindo por aí! Não posso falar muito por enquanto mas pode ter certeza que os trabalhos que estão por vir são de alto nível.

Lado C: Se você pudesse escolher um músico pra fazer uma participação num disco seu, quem você escolheria?

Ali: Pregador Luo.

Lado C: Obrigado pela participação! Agora a pergunta final. Se você tivesse 15 segundos pra falar qualquer coisa pra todos os seres humanos do planeta, o que diria?

Ali: Levo o Evangelho como estilo de vida e missão, não me envergonho disso. Jesus morreu para que nós tivéssemos vida e salvação. Por mais que o mundo ofereça muitos prazeres momentâneos, só em Cristo Jesus se pode desfrutar da verdadeira alegria e paz de espírito. Só Deus pode preencher os vazios da alma. É isso! #Touché

Assim encerramos a entrevista, e aqui me dispeço de vocês, leitores. Muito brigado pelo acesso! Ainda tem muitas entrevitas, com petropolitanos e não petropolitanos, pra sair. Curtam a página do Lado C no FaceBook clicando aqui para acompanhar o que mais vier por aí. Clicando em "Entrevistas", no topo da página, vocês também encontram várias outras já publicadas. Fico por aqui e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário