segunda-feira, 21 de julho de 2014

Lado C Entrevista: Jota - Sempre Tive Aqui

Saudações a todos, a entrevista da semana foi com o rapper Jota, a respeito de seu som "Sempre Estive Aqui". Confiramos.

Sobre o Jota

Lado C: Quando e como você entrou para o ramo musical?

Jota: Entrei no ramo da música em 2009 nas férias de Julho quando eu e mais dois amigos  montamos um grupo chamado Crazy Core e ficamos as férias todas gravando um CD  DEMO de forma caseira esse dois amigos foram o DIL (que hoje em dia só ouve rap) e o LN Beatz (que ta dando um tempo do rap). Gravamos o CD DEMO lançamos em agosto distribuímos cópias pra amigos mas em novembro o grupo chegou ao fim e comecei solo gravando e lançando uns sons de forma caseira, em 2010 decidi ir pra rua conhecer mais, LN me levou em uma batalha no Shop North Shop e venci a Batalha, no mesmo ano fui pra batalha do real em jpa onde fiquei nervosão e perdi na primeira Batalha. Em 2011 que eu comecei a minha correria mesmo tava todo dia na rua, todo dia nas rodas, não tinha uma roda que eu não ia. De segunda a segunda era rap, daí que veio a deia de Quem não corre, não anda.

Lado C: Quais foram os primeiros músicos que você conheceu pessoalmente através do RAP?

Jota: Os primeiros músicos que conheci no RAP foram o Mc Cóe, Black Alien, Sheep, O Gil metralha, os caras da CONE, Marechal. Eu tava em roda todo dia e sempre acabava conhecendo os caras pra mim, mas sempre fui na de fazer amizade sem chegar de emocionadão, chegava me apresentava se tivesse assunto ali naquela roda ficava se não tivesse saia saindo. Essa parada de se emocionar fica ali do lado sem nada pra falar eu não curto acho que isso é querer  forçar amizade.

Lado C: Você tem ou participa de algum projeto além do RAP em si, como projetos com bandas, venda de beats etc?

Jota: Participo! Faço parte do Coletivo Dichinelo que tem mais três MC's que são o Leo Stylle, Tavares e Social MC e outros amigos que ajudam o Coletivo. E também faço parte do  Coletivo Original Black Sound System que sustenta a Roda de Realengo e apresenta e faz eventos, esse é formado por Mc's , Grafiteiros e DJ's. Apresento e faço a Discotecagem de eventos deles. E tenho um Home Studio onde fortaleço os amigos e tiro uma graninha que da pra comprar um varejo.

Sobre a música "Sempre Tive Aqui"

Lado C: Quando a letra foi feita e como surgiu a ideia?

Jota: A Letra foi feita em 2013 depois que fui em um show de rap, e sempre rola aquela  parada de nego cagar nos novos que cantam. O Público reclama quando o DJ toca  um "Kamau - Só" ou uma "Mos Def" um "De la Soul" reclama do tipo porra esse  DJ só toca as velhas, que velhas mano, isso são clássicas. Uma parte do público do rap é muito má educada então cheguei em casa com umas ideias na cabeça e escrevi, e saiu essa parada! 

Lado C: Quem foi responsável pela produção instrumental, captação de áudio, arte e outras coisas do som?

Jota: Arte ,captação, mix/master foi tudo eu mesmo aqui no homestudio o beat e de um cara chamado Jerrod Hinton.

Lado C: Como você resumiria a ideia que o som transmite?

Jota: É um se liga, um Acorde tipo "EI, rap não é só isso não! Vamos correr atrás, vamos pesquisar!" 

Música:

Minha Opinião:
O som teve uma produção muito bem trabalhada, provando que é possível fazer um som de qualidade e provocando os que compõe os citados "droga, puta, ego e emocionado" da atual cena.
Frase mais marcante:
"Aprendi que a cobra mais perigosa não é o bicho"

Nenhum comentário:

Postar um comentário